Marintec South America - 11ª Navalshore acontece na semana que vem

Fonte: Portos e Navios

Começa na semana que vem, dia 12 de agosto, um dos mais importantes eventos da indústria naval e offshore sul-americana, a Marintec South America - 11ª Navalshore. A feira reúne toda a cadeia de fornecedores de equipamentos, tecnologia e serviços para a construção e reparos de embarcações e conta com mais de 380 expositores de 17 países, sendo 70 novas marcas expositoras de outros países em 12 pavilhões: Argentina, Uruguai, China, Japão, Reino Unido, Polônia, Noruega, Dinamarca, Holanda, Alemanha, Canadá e Coréia do Sul.

Além de aproximar empresas brasileiras e estrangeiras dos principais estaleiros atuantes no continente, este ano o evento contará com Rodadas de Negócios para incentivar o volume de transações no setor, já que a previsão dos organizadores é reunir mais de 18 mil profissionais altamente qualificados.

As rodadas de negócios estão programas para o dia 13 de agosto, das 14h às 20h. "Teremos mais de 90 reuniões de negócio durante a rodada. A participação de empresas de grande relevância para o mercado, como os estaleiros Eisa – Estaleiro Ilha S.A, EBR – Estaleiros do Brasil, VARD, Aliança, Brasfels e o armador Galáxia Marítimo, entre outras empresas, foram decisivos para gerar interesse das empresas vendedoras que confirmaram presença", diz o gerente da Marintec South America, Renan Joel.

Sobrevivência a longo prazo -- A Petrobras, principal cliente do mercado, garante que a demanda por embarcações offshore é sustentável no longo prazo, considerando que o Plano de Negócios e Gestão 2014-2018 da companhia prevê investimento total de US$ 100,7 bilhões, até 2020. Os recursos serão alocados para a contratação de 38 plataformas, 28 sondas de perfuração, 88 navios petroleiros e 146 embarcações de apoio e a iniciativa, espera-se, gerará um aquecimento contínuo na cadeia de fornecimento.

Segundo dados do SINAVAL (Sindicato Nacional da Indústria de Construção e Reparação Naval e Offshore), os estaleiros brasileiros têm em carteira encomendas equivalentes a US$ 100 bilhões em pedidos da Petrobras, para entrega até 2020. "As estratégias operacionais e de produção poderão ser conhecidas durante o evento, que além da incentivar o networking entre cadeia de fornecedores e os compradores, contribui com o setor ao fomentar a discussão em torno das principais questões da indústria", comenta o gerente da Marintec South America, Renan Joel.